Vibrolipo ou Lipoaspiração: entenda as diferenças


A lipoaspiração é um dos procedimentos mais realizados no mundo e o que mais evoluiu nos últimos anos no quesito tecnológico. Somente em 2018 foram realizadas cerca de 1,7 milhões de cirurgias estéticas apenas no Brasil. Segundo dados da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), os procedimentos mais realizados são: lipoaspiração, implante mamário de silicone e procedimentos na face, como o lifting e a ritidoplastia.


A cirurgia de lipoaspiração é requisitada por pacientes que desejam retirar a gordura localizada de diversas regiões do corpo, tais como: abdômen, flancos, costas, culote, coxas, braços e papada.


Apesar de proporcionar ótimos resultados, esse procedimento costuma ser invasivo e requer um pós-operatório cuidadosamente seguido.


Contudo, devido aos avanços tecnológicos ocorridos na área médica novas formas e técnicas de cirurgias plásticas surgiram. Entre elas destaca-se a Vibrolipo, técnica com os mesmos fins estéticos da lipoaspiração, no entanto menos invasiva aos pacientes.


Entender qual a diferença entre a lipo tradicional e a vibrolipo é uma dúvida muito comum. Portanto, vamos explicar um pouco mais sobre as diferenças destes dois procedimentos.


Lipoaspiração

Durante a cirurgia de lipoaspiração são feitas pequenas incisões na pele, onde a cânula (aparelho que remove a gordura) é inserida. Com um movimento de vaivém, o cirurgião vai soltando a gordura, que posteriormente é aspirada com o auxílio de um aspirador cirúrgico. O procedimento costuma durar em média duas horas e requer diversos cuidados no pós-operatório durante um mês, como:

  • Repouso;

  • Uso de cinta modeladora;

  • Realização de drenagens linfáticas;

  • Uso de medicamentos receitados pelo cirurgião;

  • Acompanhamento médico.

Vibrolipo

Na vibrolipo a gordura corporal é retirada com mais facilidade, pois é utilizado um aparelho tecnológico que emite pequenas vibrações. Ou seja, a cânula vibra enquanto remove a gordura do corpo, sendo desnecessária a força médica durante esta etapa. Com isso, a duração do procedimento é mais curta, envolve menos riscos e, portanto, a recuperação é mais rápida, incluindo:

  • Menor agressão aos tecidos;

  • Menor sangramento e edema;

  • Recuperação e pós-operatório mais rápidos.

Quem pode fazer esse tipo de cirurgia?

Primeiramente, esses procedimentos são indicados para pacientes, que mesmo realizando atividades físicas e mantendo uma dieta equilibrada, apresentam dificuldade em eliminar a gordura localizada.


Esses acúmulos de gordura em determinadas áreas fazem com que o corpo não tenha o contorno desejado. Por isso, nesses casos, a vibrolipo é recomendada. Ele é procurado tanto pelo público feminino quanto masculino, tornando-se cada vez mais comum.


Resultados estéticos

Nos dois procedimentos, os resultados obtidos são os mesmos: corpo modelado com melhora do contorno e menor índice de gordura. Confira os resultados em cada área:

  • Abdômen: reduz a gordura localizada;

  • Costas: elimina a gordura da região superior (torácica) e inferior (lombar);

  • Papada: melhora o aspecto do pescoço, rejuvenescendo a região;

  • Culote: melhora o contorno corporal;

  • Flancos: torna a cintura mais fina;

  • Braço: deixa o braço mais harmônico.

Escolha um bom médico cirurgião

No momento de decidir realizar uma cirurgia plástica é fundamental escolher um bom médico cirurgião e realizar uma consulta avaliativa. Vale ressaltar que cada caso tem suas particularidades, por isso é imprescindível a realização de uma avaliação médica presencial para uma resposta mais adequada.


Ficou com alguma dúvida? Entre em contato pelo 413092-3308

5 visualizações0 comentário